Buscar
  • Thaís Marques

ENTRE AS IDAS E VINDAS

De que maneira você se lembra das pessoas que por algum motivo saíram ou se afastaram da sua vida? Se fizessem essa pergunta alguns anos atrás, eu faria uma lista dos motivos, com todos os detalhes possíveis. Não vou negar que atualmente, apesar de ter mudado muito a visão quanto a isso, ainda me lembro de algumas pessoas de uma forma ruim, mas que talvez sirvam de exemplo 'como não ser - como não agir'.

O fato é que de uns tempos pra cá passei a lembrar de muitos amigos que se afastaram, as vezes por bobeira minha, assumo. Mas outros que apenas seguiram suas vidas e foram atrás de seus objetivos.

É estranho pensar que em um momento da vida alguém fez parte da sua rotina, dos seus momentos e hoje é apenas lembrança. -Lembranças- que por muitas vezes me confundiram e fizeram colocar a frente de tudo importante que já aconteceu, detalhes pequenos que magoam, que constrangem, que fazem a raiva reaparecer.

Passei a tentar pausar meus pensamentos ruins quanto as pessoas e focar em tudo aquilo de bom que elas já fizeram na minha vida, o que sou hoje que elas ajudaram a construir, a evolução que precisava dessas presenças, desses momentos bons e ruins como grandes aprendizados.

Lembrar do bom é como trazer carinho ao coração, é alimentar sentimentos e lembranças que nos fazem pensar no melhor de cada um. Hoje lembro de amigos distantes, mas que me divertiram em toda infância e adolescência. De todos as 'paixões' não correspondidas que seguiram seus caminhos, de um verdadeiro amor e cada momento compartilhado. Da primeira pessoa que me 'acolheu' na faculdade e me aproximou de um mundo que ainda era 'novidade'. daqueles que nem sempre tinham a mesma opinião, mas eram a melhor companhia até em silêncio.

Atualmente coloco em primeiro lugar me lembrar de quem já passou por mim como algo bom, o que essa pessoa trouxe? Quantos momentos memoráveis passamos juntos? Quais as lembranças ela tem quanto a mim?

Sinceramente, é difícil adivinhar o amanhã, os próximos meses e os próximos anos. pensando assim, como você quer ser lembrado? Como você quer alimentar as lembranças? Entre as idas e vindas, que fique o que foi bom.

0 visualização

© 2019 por Thaís Marques

  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube